segunda-feira, fevereiro 11

L'amitié

Ça fleurit comme une herbe sauvage
N'importe où, en prison, à l'école,
Tu la prends comme on prend la rougeole
Tu la prends comme on prend un virage
C'est plus fort que les liens de famille
Et c'est moins compliqué que l'amour
Et c'est là quand t'es rond comme une bille
Et c'est là quand tu cries au secours
C'est le seul carburant qu'on connaisse
Qui augmente à mesure qu'on l'emploie
Le vieillard y retrouve sa jeunesse
Et les jeunes en ont fait une loi.

C'est la banque de toutes les tendresses
C'est une arme pour tous les combats
Ça réchauffe et ça donne du courage
Et ça n'a qu'un slogan "on partage"

Au clair de l'amitié
Le ciel est plus beau
Viens boire à l'amitié
Mon ami Pierrot

L'amitié c'est un autre langage
Un regard et tu as tout compris
Et c'est comme S.O.S. dépannage
Tu peux téléphoner jour et nuit
L'amitié c'est le faux témoignage
Qui te sauve dans un tribunal
C'est le gars qui te tourne les pages
Quand t'es seul dans un lit d'hôpital
C'est la banque de toutes les tendresses
C'est une arme pour tous les combats
Ça réchauffe et ça donne du courage
Et ça n'a qu'un slogan : "on partage"

Au clair de l'amitié
Le ciel est plus beau
Viens boire à l'amitié
Mon ami Pierrot


L'amitié, Herbert Pagani

8 Comments:

Blogger andorinha said...

Este poema/canção diz-me muito e traz-me belas recordações de tempos que não desaparecem nas brumas da memória.

Dedico-o a todos os meus amigos que por aqui passam, desde os mais antigos aos mais recentes.
Todos ocupam um lugar especial no meu coração:)

1:19 da manhã  
Blogger wind said...

Obrigada e fizeste-me voltar à infância onde cantava na escola esta música:)
Beijos

11:06 da manhã  
Blogger AQUILES said...

«L'amitié c'est un autre langage»
E não é que é mesmo?

12:58 da tarde  
Blogger Lux Caldron said...

Eu tenho muita pena mas esqueci todo o francês que aprendi na escola... acredtio que seja um bom poema mas vou ter de ir à procura de uma tradução. Depois digo qualquer coisa.

Dark kiss*

5:33 da tarde  
Blogger herético said...

agradeço a visita e a simpatia do comentário...

voltarei para melhor apreciar o teu blog.

10:34 da tarde  
Blogger andorinha said...

Wind,
Também eu ouvia e cantava. Que saudades!
Beijos.

Aquiles,
É mesmo, é toda uma linguagem muito especial.

Lux,
É o que faz tu seres ainda uma criança e não um chavalo maduro como nós:)))))
(just kidding)

É um belo hino à amizade, acentuando a partilha, a cumplicidade, a disponibilidade, enfim...a importancia tremenda dos amigos na nossa vida.

Beijinhos.

Herético,
Agradeço o agradecimento:)
Pelo que tenho lido, estamos muito próximos ideologicamente, identifico-me com o que escreves.

Aqui a porta está sempre aberta, vem sempre que quiseres:)

Abraço

7:23 da tarde  
Blogger Frankie said...

Olá Mummy!

Vais-me perdoar mas, com a cabeça que eu estou hoje, não me senti com capacidade de ler uma palavra que fosse nessa língua que eu abomino e que me soa -literalmente- a tentativas "chiques" de forçar o vômito.

De qualquer maneira, entre as gripes que grassam cá em casa e o mais que sabes, hoje tirei um bocadinho para vir à net, dar um beijinho aos amigos.

E, claro, tu não poderias falhar minha querida*

Beijinho grande e obrigada por tudo.

Tens sido um anjo*

4:25 da tarde  
Blogger andorinha said...

Olá piquinita!

Já tinha saudades de um beijinho teu aqui:)
Anjo, eu?
Amiga, apenas...
Tu mereces tudo de bom.

Beijo grande*

11:26 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home