segunda-feira, setembro 11

Se é!:)

"Quem trabalha em sexologia clínica sabe que, em geral, as mulheres estão cada vez mais insatisfeitas com a capacidade de interlocução sexual dos respectivos parceiros. Assim, não admira que, ao fim de algum tempo, elas comecem a fartar-se de copular com os caras-metades. Qualquer pessoa perde a vontade de participar num jogo em que sente que o parceiro não está à altura, não é verdade?"

Vasco Prazeres, NM

11 Comments:

Blogger a said...

deve ser verdade, nunca tive esse tipo de problemas! :)

12:20 da manhã  
Blogger AMMedeiros said...

Eis aqui uma questão complexa, que se reveste de vários factores, entre os quais o factor cultural. Muito tem faltado aos parceiros individualmente e posteriormente na dinâmica que estabelecem a dois.
Voltamos ainda à questão da educação sexual, ao desmistificar o papel da mulher e da sua sexualidade no contexto sócio-cultural, à informação, e em primeira instância à vontade de dar e receber, que me parece ser o ponto de partida numa interacção saudável entre parceiros...

Um beijo

10:37 da manhã  
Blogger Su said...

minha linda, qd o parceiro não esta à altura..nem há jogo....
não vale a pena:))))))))))
jocas maradas de jogos..bons:)))))

8:08 da tarde  
Blogger wind said...

De ser:) lololol
beijos

12:37 da manhã  
Blogger AMMedeiros said...

Andorinha

Um sorriso para ti e... obrigada. :)
Um beijo

12:41 da manhã  
Blogger Rosa said...

Concordo! Para a próxima sugiro-lhe uma partidinha de snooker!!! :D

4:41 da tarde  
Blogger andorinha said...

a,
Ainda bem, mas se vieres a ter, já sabes, não jogas, é pura perda de tempo.:)))

ammedeiros,
É bom que as mulheres se comecem a consciencializar de que também têm direitos numa relação.
Um beijo

su,
Isso é verdade.
Bons jogos...também para ti:)
jocas maradas

Wind,
:)
Beijos

ammedeiros
:)

Rosa,
Loooooool
Beijinhos

9:05 da tarde  
Blogger PAH, nã sei! said...

acho que, só com após a entrada nos "inta" comecei a ter essa exigência. Coincidência ou não, mas foi quando me dei conta que a minha relação de 12 anos (9 de namoro e restantes de casamento) estava completamente degradada a esse nível... não acho que tenha sido tarde mas, gostaria de ter "aberto os olhos" mais cedo... possivelmente evitar-se-ia um divórcio...

10:50 da tarde  
Blogger andorinha said...

pah,
Como se costuma dizer, mais vale tarde do que nunca. Não fiques a olhar para trás:), o caminho é em frente.
E agora já de olhos abertos podes percorrê-lo melhor.

7:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

pah,
a minha história é parecida com a tua, mas com um final diferente " abri os olhos a tempo, e consegui recuperar o que tinha perdido..
Digamos que deixei de sobreviver para passar a viver.
As razões da metamorfose, não consigo explicar.
Nunca é tarde, e os "inta" dão-nos de facto uma clarividência muito diferente.

** Maria

1:07 da tarde  
Blogger andorinha said...

Maria,
E digo-te, os "enta" dão-nos uma clarividência ainda maior.:)

12:11 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home