quarta-feira, setembro 6

Pensamento do dia

"Thinking is more interesting than knowing, but less interesting than looking."

Johann Goethe

Do you agree?:)

6 Comments:

Blogger a said...

Quase!

Não consigo olhar só, mesmo que não esteja a pensar, estou a sentir.

"Thinking is more interesting than knowing, but less interesting than feeling."

Now i agree!

12:11 da manhã  
Blogger AMMedeiros said...

Andorinha

Agora com esta é que ma pregaste!!!
Numa análise mais superficial, diria que não estaria de acordo, já que encontro no acto de pensar um enorme interesse, e arriscaria afirmar que é superior a olhar. Todavia, se pensar um pouco mais sobre o acto de olhar, este poderá vir a tornar-se efectivamente mais interessante que pensar, já que grande parte dos estímulos visuais são geradores do pensamento, e como são! Quando nos propomos a ir mais além do que olhar, observando atentamente, as coisas que acabamos por ver que antes não havíamos visto e que poderão alterar profundamente o nosso pensamento!...
Haverá quem sustente que o interesse reside ou depende daquilo que escolhemos olhar, da escolha do sujeito, ou então das características do objecto, mas na verdade olhar tem todo o interesse. O que seria do interesse do pensamento fechado sobre si, sem o estímulo visual.
Ocorre que actualmente (não seria na época de Goethe concerteza) se olha muito e pensa pouco, olha mas não se observa e depois não se pensa sobre o que se viu... a tv é produtora e invasora em quantidades maciças de imagens que se olham, olham, olham e não pensam...
Julgo que olhar e pensar fazem parte integrante de um processo importante que leva à reflexão havendo ou não conclusões, contudo não os deveríamos dissociar nem classificar sob o escrutínio do interesse, na verdade ambos interessantes se utilizados: ora agora tenho interesse em olhar e pensar; ora agora é interessante pensar e olhar e, já agora, repetir o processo de modo a que o interesse no saber não seja descurado. ;))))))) (retiro-me já escrevi um testamento)

Um beijo

1:32 da manhã  
Blogger wind said...

Concordo, porque só depois de olhar com olhos de ver, se pode pensar:)
beijos

2:00 da manhã  
Blogger ricire said...

Concordo com a expressão, conforme a a. a completou. Acho que para se conhecer tem de se sentir.

11:28 da tarde  
Blogger alfinete de peito said...

Ui! Uiui :)

Creio que embora o pensamento se possa desenvolver de diversas maneiras, deve haver sempre um conhecimento de base para aplicar o pensamento. Nesta linha, o pensamento será mais interessante que o conhecimento, pois será uma acção que já reune condimentos dos dois.

E concordo com Goethe, quando diz que o pensamento é menos interessante que a observação. O olhar simples e puro pode ter subjacente uma estrutura naif que acho fascinante.

Beijos dos Alfinetes!

11:40 da manhã  
Blogger andorinha said...

Ui!Ui! Agora calha-me a mim a parte difícil:)

a,
Eu diria: thinking is more interesting than knowing and as interesting as feeling.
Emoção e razão em partes iguais? É complicado, eu sei.

ammedeiros,
Concordo com o teu comentário.
"Julgo que olhar e pensar fazem parte integrante de um processo importante que leva à reflexão havendo ou não conclusões..."
Quando olhamos com olhos de ver e quando pensamos, estamos a contribuir para aumentar o nosso saber.
Um beijo

Wind,
Penso que podemos pensar também em abstracto, sem olhar; nem sempre é preciso olhar para pensar. Mas isto é apenas a minha opinião:)
Beijos

ricire,
Ver resposta à a:)

Alfinete,
Totalmente de acordo em relação ao primeiro parágrafo.
Quanto ao segundo, não direi o mesmo. Para mim, o pensamento sobrepõe-se à observação.
Sou demasiado racional, provavelmente:)
Beijos

10:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home