sexta-feira, fevereiro 3

Slow cities

Algumas cidades portuguesas, entre as quais Lagos, Silves e Tavira aderiram ao movimento das 'slow cities': um conceito italiano exportado para toda a Europa baseado na "preservação da tradição, tranquilidade e qualidade gastronómica nas pequenas cidades". Ou seja: coisas boas como o incentivo do fabrico artesanal, a melhoria da qualidade dos restaurantes (usando de preferência produtos da região) e do trânsito urbano.

Esta é uma ideia que deveria ser posta em prática por outras cidades no sentido de melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos.

Bom fim-de-semana a todos.
Fiquem bem.:)

12 Comments:

Anonymous O Sical said...

Adoraria que vingasse. Até porque a minha é de Silves. Mas conhecendo a ganância comercial deste país, tenho muitas dúvidas do sucesso. Começa bem numa ponta e a aldrabar-se na outra.
Gostaria de não ser pessimista, mas a experiência portuguesa não me deixa laternativa.

8:08 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Louvável iniciativa!

Beijinho doce e bom fim-de-semana, amiga :)*

10:42 da tarde  
Blogger Pamina said...

Também gostaria que resultasse e que mais cidades se juntassem a estas. A ver vamos.
Um óptimo fds e um beijinho.

11:15 da tarde  
Blogger andorinha said...

O sical,
Já reparei que temos uma coisa em comum: o pessimismo em relação ao país e a este estado de coisas.
Mas era bom que projectos como este vingassem, lá isso era.

Mitsou,
Também penso que sim. É pena que não haja mais iniciativas do género. Este país bem precisava.
Beijinhos muitos e bom fds.:)

Pamina,
Esperemos que resultem...
Um beijinho e bom fds..)

12:57 da manhã  
Blogger lélé said...

Acredito que iniciativas desse género consigam, de alguma forma, vingar no Algarve (sem ironias e sem desprezo...), porque o Algarve é turismo essencialmente. Mas em cidades em que o "forte" são os serviços, ou as indústrias, pelo menos, não acredito nem um bocadinho!... Todo o mundo quer tudo pra ontem, o stress, mais que instalado, já criou raízes...

2:01 da manhã  
Anonymous JE said...

bem pensado
bem realizado
vamos nessa...
bj

10:45 da manhã  
Blogger andorinha said...

Lélé,
Era bom que projectos como este resultassem, mas como já disse, também não estou muito optimista.

je,
Vamos lá...
Bjs.

4:52 da tarde  
Blogger wind said...

É pena que seja só nesses locais, mas noutros como Lisboa, não sei não:) beijos

10:37 da manhã  
Anonymous O Sical said...

Andorinha
E a propósito.
Lê o António Barreto, hoje, no Público.

3:22 da tarde  
Blogger marco said...

tens razao

4:36 da tarde  
Blogger luis manuel said...

Conceito mesmo único para pequenas cidades. E são tantas e com enorme quantidade de argumentos para isso.
que o ritmo de crescimento de tal medida não se fique por "slow motion"...
Eu que adoro Lagos !

Relembro imagens de Telejornal, sobre Mirandela.
A Cãmara Municipal, tem espalhadas pela cidade, oliveiras que são tratadas pelo seu pessoal.Daí recolhem azeitonas para produzrir azeite certificado - Transmontano, e engarrafado com o símbolo da cidade.

Bons voos

5:45 da tarde  
Blogger andorinha said...

O sical,
Hoje estive fora todo o dia e não tive acesso ao jornal, mas amanhã leio, de certeza.

marco
:)


Luís manuel
,
É, esperemos que projectos como este vão avançando, ainda que em "slow motion".
Abraço.:)

11:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home