quinta-feira, junho 16

A tabuada do amor

"Educar não é transformar a educação sexual numa área do ensino onde, antes de os adolescentes porem perguntas, ou de imaginarem como se resolvem problemas, alguém ambiciona dar-lhes todas as soluções.
Como educar não é enumerar os perigos (mas cultivar competências para os intuir, para os olhar de frente, e para os pensar). Se educar não é uma formação, exclusivamente dedicada ao coito seguro, educar também não é transformar todo o desejo num pecado.
Sendo assim, comecemos pelo princípio. Por favor: antes de serem contra ou a favor da educação sexual, acertem-se acerca dos objectivos que lhe querem dar. E escutem os adolescentes. Porque, ingenuidades à parte, talvez passassem a dar quer ao amor platónico quer à tecnocracia sexual uma negativa. Das redondas".

Eduardo Sá, NM

Mais uma vez a problemática da educação sexual nas escolas. Como professora este é um tema que me toca profundamente por reconhecer "no terreno" a necessidade que existe de que algo seja feito nessa matéria.
Sei que já aqui abordei este assunto, mas penso que nunca é de mais reflectir sobre ele ; não o poderemos deixar cair no esquecimento, quando tanto há a ser feito.
Penso que o texto de Eduardo Sá é um bom contributo nesse sentido.
Aguardo opiniões...:)

12 Comments:

Blogger Pamina said...

Andorinha,

Como sabes não sou professora e não domino bem este assunto. Parece-me óbvio que deverá haver educação sexual na escola e julgo que se deverá sempre denunciar os falsos moralistas que tentam incutir na opinião pública a ideia errada que essa educação serviria para estimular os jovens a ter relações sexuais.
Na minha opinião, não é por se ensinar a utilizar correctamente um preservativo que esses jovens irão iniciar a sua vida sexual "antes de tempo". Iniciá-la-ão, certamente, quando tiverem que a iniciar e, nessa altura, é essencial que o façam tendo um bom conhecimento sobre assuntos como contracepção, doenças sexualmente transmissíveis e mesmo aspectos relativos ao(s) acto(s) sexual(ais) em si.

11:30 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Amiga, prometo que volto amanhã e tentarei comentar um assunto sobre o qual, confesso envergonhada, ainda não estou devidamente esclarecida. Beijinho de boa noite.

12:44 da manhã  
Blogger andorinha said...

Pamina,
É isso, mas porque será isso tão difícil de entender para algumas pessoas?
Preferem que os jovens continuem a ignorar certos aspectos da sexualidade ou os "aprendam" com amigos em vez de serem devidamente esclarecidos por pessoas habilitadas e com formação para o fazerem.
Tantas resistências ainda se fazem sentir nesta matéria!

Mitsou,
Espero que cumpras a promessa.:)
Mas envergonhada porquê? Eu estou mais por dentro do assunto por ser professora, se o não fosse também provavelmente não estaria.
Beijinho.:)

6:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

andorinha
aconselharam-me a vir aqui perguntar. E eu vim, tenho estranho a sua ausência no blog do PortoCroft. Porque será?

6:58 da tarde  
Blogger andorinha said...

Não respondo a anónimos.

7:04 da tarde  
Blogger circe said...

Sabes, Andorinha,
é uma delícia ouvir todas as manhãs,antena1, uma hora antes do
Murcon, as conversas do Eduardo Sá
com a Isabel Stillwel. Ambos escrevem bem, comunicam bem, com a
serenidade e leveza a que nos habituaram. Creio que está pracabar, assim como "O Amor é" do JMV com o António Macedo. A Antena 1, já antes de se assemelhar ao modelo TSF, sempre foi a rádio Mais portuguesa e mais ligada a nós. Bom fim de semana, é bom teres colocado aí uma andorinha,
eu sou tão trenga que ainda não sei
decorar a minha casota com luz e som; mas...piano se va lontano:)

7:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Faz vossa excelência muito bem, eu faria o mesmo. Além de que acho que faz muito bem em não frequentar sitios rascas.

7:20 da tarde  
Blogger andorinha said...

Circe,
Acredito que deve ser uma delícia como dizes ouvi-los, mas eu não sou como tu e a essa hora para mim ainda é madrugada.:)))
Preciso de 7/8 horinhas de sono retemperador para poder funcionar normalmente.

Bom...eu sozinha nunca teria conseguido colocar a andorinha; o Viktor e a Pamina é que me ajudaram.
Mas é como dizes, rapariga - piano se va lontano.:)
Beijinho e bom fds.

12:11 da manhã  
Blogger Mitsou said...

Bom, como prometido, cá estou para dar a minha opinião. Continuo sem saber exactamente em que vai consistir essa "educação". Sei é que não será por causa disso que as crianças e os jovens vão iniciar mais cedo a sua vida sexual pois já têm acesso a todos os meios de divulgação da sexualidade. Será esse o medo dos que se opõem? Que eles comecem mais cedo? E não começaram já? Mesmo sem as ditas aulas? Sou a favor, portanto, de uma orientação informada e informadora e, se possível, acompanhada em casa pelos pais. Beijinhos.

12:32 da manhã  
Blogger andorinha said...

Mitsou,
Amiga cumpridora.:)
Beijinho

12:39 da manhã  
Blogger Anna^ said...

Embora achando q a educação sexual dos nossos filhos deve começar em casa,(quem melhor q nós pais para tirar dúvidas sem preconceitos e puritanismos?)acredito q a escola tb deve ter um papel educativo e elucidativo nesse aspecto.
Mas ainda existe muito tabú ...infelizmente!
Interessante este post...mais uma vez :)

bjokas e bom fds ":o)

12:39 da manhã  
Blogger andorinha said...

Anna^,
O problema é que muitos pais nem sequer falam destes assuntos com os filhos e então eles limitam-se a recolher informação junto dos amigos e sabe-se como poderá ser essa informação...
Claro que não nos vamos substituir aos pais, não é essa a ideia, mas sim contribuir para que haja um maior esclarecimento dos jovens nestas matérias.
Os tabús é que têm, como dizes, que ser combatidos.
Grande beijinho e bom fds. :)

6:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home