quarta-feira, outubro 11

Senhor

Senhor se da tua pura justiça
Nascem os monstros que em minha roda eu vejo
É porque alguém te venceu ou desviou
Em não sei que penumbra os teus caminhos.

Foram talvez os anjos revoltados.
Muito tempo antes de eu ter vindo
Já se tinha a tua obra dividido.

E em vão eu busco a tua face antiga
És sempre um deus que nunca tem um rosto

Por muito que eu te chame e te persiga.

Sophia de Mello Breyner

9 Comments:

Blogger Bastet said...

Lindíssimo este poema da Sophia. E de facto se Deus é só justiça e amor quem manda neste mundo não é Ele....

12:19 da tarde  
Blogger nene said...

Lindissimo!
Um beijinho:)

2:45 da tarde  
Blogger AQUILES said...

Todos os dias coloco essa questão.
Sempre me responderam que os desígnios do Senhor eram insondáveis.
Mas eu repito muito essa pergunta quando os destinos são dramáticamente sondáveis.
A Sophia buscou em vão. Ou talvez não. Quem sabe? Onde estão as grande verdades do post anterior? Somos muito ávidos em ter uma vida plena numa só existência. E a verdade é um puzzle montado ao longo dos tempos.

6:38 da tarde  
Blogger marta said...

Porque quem não acredita passa muito tempo na procura. E sofre-se.

7:12 da tarde  
Blogger PAH, nã sei! said...

em vão...

9:42 da tarde  
Blogger Pamina said...

Olá,

"Os monstros que em minha roda eu vejo" parecem-me mais "criações" humanas. Já tenho citado esta várias vezes:"The fault, dear Brutus, is not in our stars, but in ourselves..." Também não gosto de responsabilizar os Deuses. Do que gosto é do poema. Muito belo:).
Um beijinho.

10:14 da tarde  
Blogger AMMedeiros said...

Agnóstica.
Não sei onde está esta verdade...
Um beijo

9:56 da manhã  
Blogger andorinha said...

Bastet,
Penso exactamente o mesmo.

Nene,
:)
Um beijinho

Aquiles,
Também eu coloco muitas vezes estas questões; até agora ainda não encontrei respostas.
Onde estão as grandes verdades?
Não sei, amigo, é tudo muito complicado.

mfba,
Acredito que sim.

pah,
Depende...da crença de cada um...

Pamina,
O poema é muito belo, sem dúvida.
E sim, muitas vezes é mais fácil culparmos os deuses.
Beijinho

ammedeiros,
Eu também não sei.
Um beijo

7:43 da tarde  
Blogger Teresa David said...

Sofia sempre! Como uma palavra de ordem!
Bjs
TD

12:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home