sábado, setembro 1

Reencontro

Setembro chegou e trouxe com ele o fim das férias.
Regresso, por isso, a estas lides, tal como vos tinha prometido.

Sempre embirrei com o conceito de parecer e isso tem-se vindo a acentuar ao longo dos anos. Uma coisa é ou não é. Uma pessoa é ou não é. Prefiro ser. E tudo se torna mais fácil se, em vez de estar sempre a olhar para o espelho, eu aprender a olhar para dentro de mim, para os progressos da minha cultura e da minha alma. É possível que encontre a curiosidade necessária para muitas e novas leituras e, quem sabe, uma paz, para as quais nem sempre tive tempo quando era mais nova.
Agora há um tempo e um silêncio diferentes. Tudo isso é fecundo e constrói-me a alma. Aprendi a relativizar certas coisas, a só lhes atribuir a importância que efectivamente têm.
Tenciono preencher os meus dias com bons autores, com bons pintores, com bons compositores, com pessoas interessantes e amigos generosos. Também com a aprendizagem de mim mesma, errando muito, reflectindo e avançando.
Existem saudades? Claro. Decepções? Com certeza. Mas também existe a outra face da moeda - uma enorme paz interior,um permanente interesse pela vida e pelos outros.

Escrevi isto há dois anos. Mantém, para mim, toda a actualidade, por isso aqui vos deixo mais este pedacinho de mim.

21 Comments:

Blogger AQUILES said...

Bem vinda. E isso são reflexos lá do outro blog?

10:37 da tarde  
Blogger andorinha said...

Não propriamente, uma vez que já escrevi isto há dois anos...
Mas embirro solenemente com quem quer "parecer" em vez de "ser", nisso tens toda a razão.
E como sou frontal...(defeito ou qualidade, é como sou).

Um beijo.

12:59 da manhã  
Blogger Ariel d'Angouleme said...

Bem vinda novamente...

Este pensamento não devia desaparecer da mente das pessoas um momento que fosse...
Concordo plenamente...
Gostaria de vivê-lo plenamente...
Eu sou um dos que esquece... :S

Beijos*

2:34 da manhã  
Blogger andorinha said...

Ariel,

Todos nos esquecemos de quando em vez.
Não estás sozinho:)))

Um beijo.

11:52 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Olá!
És uma pessoa muito peculiar- és daquelas pessoas que (excluíndo a parte física que não faço projecções com importância) não devem trazer grandes surpresas- talvez um tom meio agudo? LOL ou por vezes um discurso rápido e algo inflamado se te pisarem os calos «. LOL
;p
inté



Poruq tenho de asinar aki de cadeira de rodas? ou akilo é um novo modelo sanitário e quer dizer alguma coisa sobre o conteúdo do que escrevo?!!!!!;]


cêtê

12:26 da tarde  
Blogger andorinha said...

Cêtê,

LOOOOOOOL

Peculiar? Não sei, sinceramente, sou como sou e gosto de mim.
Sou hoje melhor pessoa do que era há uns anos atrás, fui-me construindo com a ajuda de pessoas que foram (e são) muito importantes para mim e isso enche-me de orgulho.
Não o digo com presunção, nada disso.

Quanto a surpresas, às vezes acontecem...não sou assim tão previsível:)

Do último parágrafo não percebi patavina:)))) LOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

8:22 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Penso que tudo do nosso passado só permanece actual enquanto lhe atribuímos essa actualidade, ou actualização... Na verdade, todo o passado é um cadáver - nós, cadáveres futuros, somos ainda apenas moribundos... com uma nostalgia permanente de nós: o tempo é um Éden muito instável...

:)

Dark kiss.

1:30 da manhã  
Blogger andorinha said...

Klatuu,

E dizes tu que não queres que eu fique maluquinha?:)

Eu entendo-te, mas como não partilhamos a mesma filosofia de vida, nem sempre concordo:)
O passado é importante, até para a construção do nosso futuro, sempre tendo em conta que "o tempo é um Éden muito instável."

Um beijo.

1:47 da manhã  
Blogger Nelson said...

Ainda bem que partilhaste este pedacinho de ti. Gostei e retenho uma frase que tantas vezes tenho vindo a reconhecer como também minha: "Aprendi a relativizar certas coisas, a só lhes atribuir a importância que efectivamente têm."

9:34 da manhã  
Blogger andorinha said...

Nelson,

Ainda bem que gostaste.
Tenho ainda uma certa dificuldade em pôr em prática essa frase que citas, mas vou fazendo alguns progressos.
Mas leva tempo, confesso:)
Obrigada por passares por cá.

Beijo.

11:47 da manhã  
Anonymous qrestina said...

Tenho acompanhado silenciosamente os teus escritos. Gostei especialmente deste apontamento, no qual me revejo em plenitude...

A opção pelo "Ser" terá, sempre, a vantagem de sabermos quem somos e, em consequência, de vivermos em harmonia connosco próprios.

Bem-vinda de volta! :)

9:38 da manhã  
Blogger andorinha said...

qrestina,

É isso. Não há nada de mais valioso do que vivermos em harmonia connosco; ao fazê-o, conseguimos viver em harmonia com os outros, com aqueles que valem a pena.

Aparece sempre que queiras, a porta está escancarada:)

Um beijo.

7:41 da tarde  
Blogger Frankie said...

Olá!!!

Bem vida de volta!

Espero que as férias tenham sido as melhores e que tenhas voltado, pronta para novos "voos".

Gostei muito do texto.
Gosto da tua sinceridade, dessa sinceridade que transparece em tudo que leio do que escreves: seja aqui, no meu cantinho ou lá pelos "domínios" do Klatuu :)

Beijinho*
Shine on*****

12:55 da tarde  
Blogger Sirk said...

"Tenciono preencher os meus dias com bons autores, com bons pintores, com bons compositores, com pessoas interessantes e amigos generosos"

Tu és, indubitavelmente, uma tipa inteligente, com bom gosto e taradonazona. Olha que não preenches os teus dias com boas autoras, pintoras, compositoras e mais não sei quantas "oras", não sr!
E fazes tu muito bem. Apre!
;)))

Deveria terminar este comentário com algo sensato, mas não posso. Isso era o mesmo que arruinar a minha imagem de marca.

Jinhus, cachopa altamente :)

5:08 da tarde  
Blogger andorinha said...

Frankie,

Pois voltei...mas não me importava nada de ter continuado a voar:)))

A minha sinceridade faz parte de mim, acompanha-me para todo o lado; como é fácil de perceber, por vezes traz-me dissabores, mas não abdico dela, não consigo nem quero.

E tu também és uma mocinha sincera e ternurenta, eu sei:)

Beijinhossssss

7:50 da tarde  
Blogger andorinha said...

Sirk,

Taradonazona és tu, pá!
Que é isso? Vires para aqui insultar-me?!:))))))

Jinhos, miúda maluca.

:)

7:51 da tarde  
Blogger Cláudia said...

Só para deixar um beijinho. ***

9:19 da tarde  
Blogger Rosa said...

Já não era sem tempo, pá!!! :)

9:35 da tarde  
Blogger andorinha said...

Cláudia,

Que saudades, miúda!:)
Andas fugida....
Beijinhosssssssss


Rosa,

Pois, fala, fala...
Tu é que tens férias sei lá quantas vezes por ano:)
Jinhos

12:00 da manhã  
Anonymous Cândida said...

andorinha, dá cá uma asada apertadinha . beijinhos debicados

6:20 da tarde  
Anonymous Cândida said...

um mimo pa ti:
no bico uma minhoca :)um bombom de minhoca

6:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home