segunda-feira, dezembro 19

Pensamento do dia

"A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista; a inteligência coloca-se na rectaguarda para ver."

Bertrand Russell

21 Comments:

Blogger Pamina said...

Olá,

Pensamento muito acertado. Nem outra coisa seria de esperar vindo de quem vem.
Aplica-se bem ao que se passa, às vezes, num certo local...
Um beijinho.

12:02 da manhã  
Blogger andorinha said...

Pamina,
Exactamente! Quando a escrevi pensei logo nesse local.:)
Beijinho

12:10 da manhã  
Blogger wind said...

lol. Grande verdade! beijos

11:22 da manhã  
Blogger Rosa said...

Nem sempre. Mas quase... :))

12:24 da tarde  
Blogger mixtu said...

Não podia ser mais verdade, e como eu gostaria estar sempre na rectaguarda. :))))

7:39 da tarde  
Blogger andorinha said...

Wind,
Beijos.

Rosa,
Não me contradigas.:)))

mixtu,
Eu também gostaria de estar sempre na rectaguarda.:)
Beijinho

8:04 da tarde  
Blogger River said...

Bem, esta frase é fabulosa!!! :o) Obrigado por a partilhares!!!

bjs

PS. creio que talvez saiba a que local tu e a Pamina se referem... é por isso que vai faltando a "paciência" :o(

8:25 da tarde  
Blogger andorinha said...

River,
Não tens nada que agradecer.:)))
O local é esse mesmo, acertaste em cheio! É preciso mesmo muita paciência.:(
Bjs.

9:13 da tarde  
Blogger Angie said...

Vim aqui espreitar o blog! Ainda não explorei, mas tem um mote apelativo, para não falar da imagem, que é lindíssima (é conhecida?)
Vejo que a citação já tinha sido feita em off...ou melhor, aqui. Pois serve como uma luva à poluição que estranhamente grassa pelo habitat que sabemos. Como sou recente no sítio, não sei se o fenómeno é casual ou é cíclico, mas em todo o caso duvido muito que caiba no grupo das coisas de que até não gostamos, mas trazem em todo o caso valor acrescentado. Estarei enganada, serei míope? Já nem sei!Estas coisas da blogosfera têm um elevado potencial paranóico, se não nos acautelamos ficamos contagiados pela irrealidade! Espanta-me mesmo é a agressividade gratuita, a má-criação, e não percebo mesmo qual é o objectivo numa investida tão obsessiva e sistemática. Mas ainda há audiência para esses "vómitos", e isso ainda me deixa mais parva!
De facto, a melhor estratégia é ignorar, mas às vezes a vontade de varrer o lixo é maior e lá escapa uma tentativa (frustrada..)
Boa produção!

1:59 da manhã  
Blogger Lia C said...

Será por isso que mais ou menos todos nós temos um blog? ;)

12:13 da tarde  
Blogger andorinha said...

Angie,
O mote e a imagem foram criados por mim, quiçá num dia de inspiração!:)
Ocorreu-me essa citação por tudo o que se tem passado no habitat que conhecemos.
Eu comento lá desde Março e posso-te dizer que estes fenómenos são cíclicos, aborrecidamente cíclicos.
Existe ali muito machismo mais ou menos encapotado, muita misoginia, desejo puro e simples de desestabilização. É preciso ver que estamos a lidar com mentes perturbadas. Pessoas "normais" terão mais em que gastar o seu tempo.
Que ainda haja quem se dedica a responder a essas bacoradas é o que a mim também me espanta, como se perde tempo com gente dessa estirpe.
Concordo contigo quando dizes que é necessário cautela para não ficarmos contagiados pela irrealidade.
A melhor estratégia é, de facto, ignorar, embora por vezes seja bastante complicado não replicar.
Há mais marés que marinheiros, só nos resta esperar que as coisas acalmem e o ambiente se torne de novo mais respirável.
Se o que pretendem é escorraçar-nos dali, vamos provar-lhes que não o conseguem.
É o que eu vou fazer e tenho a certeza de que tu também.
Bjs.

5:05 da tarde  
Blogger andorinha said...

Lia c,

As motivações que levam as pessoas a terem um blog são, de certeza, as mais diversas, quem sou eu para as avaliar?
Eu nem deveria estar a falar com um elemento do "inimigo".:))))))),
mas atendendo à época que atravessamos, abri uma excepção.

P.S. Estou a brincar, como é óbvio.:)

5:11 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Mais uma máxima certíssima, amiga.

Beijinhos e Boas Festas!

8:30 da tarde  
Blogger Lia C said...

E as motivações que levam as pessoas a comentar de uma determinada maneira ou de outra um determinado blog ou outro não podem também ser diversas? (Isto só para dizer que, quanto a mim, é um bocado absurdo inferires características pessoais a partir de comportamentos que observas num meio restrito e fazeres delas "portas fechadas"... embora te reconheça o direito de fazeres o que bem entendas:))

Fiquei curiosa com a tua brincadeira: sou um elemento de que "inimigo"? (a minha avó dizia que o inimigo - com letra maiúscula - é o Mafarrico; e eu achava que o mafarrico, com um nome assim, só podia ser alguém simpático ;))

Bjs

10:20 da tarde  
Blogger andorinha said...

Mitsou,
Beijinhos doces e Boas Festas!:)

Lia C,
Agora eu é que não te percebi.
Claro que as motivações que levam as pessoas a comentar de uma determinada maneira ou de outra um determinado blog são também as mais diversas. Mas eu nunca disse o contrário!!!
"...é um bocado absurdo inferires características pessoais a partir de comportamentos que observas num meio restrito..."
Agora é que fiquei mesmo sem perceber! Onde é que eu fiz ou faço isso???

Quanto à tua pergunta sobre o "inimigo", vais-me desculpar, mas não respondo.
Não costumo responder a perguntas quando as pessoas já sabem as respostas.:)))))))))
Bjs.

10:20 da manhã  
Blogger Lia C said...

Onde é que eu fiz ou faço isso???
Olha, por exmplo, aqui: Existe ali muito machismo mais ou menos encapotado, muita misoginia, desejo puro e simples de desestabilização. É preciso ver que estamos a lidar com mentes perturbadas., só para não ter que ir mais longe... mas podia dar-te mais exemplos.

Quanto à tua não resposta, obrigaste-me a um trabalho monstro de investigação e a uma tremenda seca, coisa que não sei se estarei disposta a desculpar. Mas entendi, acho... pelo menos vi atritos que não tinha visto antes ;))

Bjs

11:30 da tarde  
Blogger andorinha said...

Lia c,
Machismo, misoginia e vontade de desestabilizar são evidentes, são constatações que faço, não estou a inferir características pessoais; dou-te razão no que se refere a "mentes perturbadas", aí sim, já é uma conclusão minha eventualmente não verdadeira, ou pelo menos, não diagnosticável a partir daquela caixa de comentários.

Quanto à segunda parte, penso que entendeste, sim, esses atritos já vêm de longe.
Eu acho muito estranho ( e podes-me chamar ingénua, não me importo):) que as pessoas não entendam que mesmo na net há uma coisa que se chama amizade e que esta não tem rigorosamente nada a ver com bajulação.
Bjs.

12:10 da manhã  
Blogger Lia C said...

Está bem, com algumas reticências, em relação ao machismo e à misoginia... já não em relação à vontade de desestabilizar (que pode ser apenas uma vontade de diversão ou - e pelo que vi parece-me que muitas vezes é isso - uma mera tentativa de fazer ver as coisas por outro prisma)... e as reticências em relação às outras são porque neste meio nada te diz que quem se mostra assim não é "assado".

Quanto aos atritos (que tu dizes que vêm de longe mas eu só agora vi), parece-me que resultam de formas muito diferentes de estar na mesma coisa: entre outros, há quem argumente e queira continuar a argumentar com fundamento, há quem atire umas pedradas ao charco e levante questões, e há quem se limite a fazer eco... e não podes esperar que quem funciona na base de argumentos possa levar a sério quem apenas ecoa, ou que quem apenas ecoa consiga entender os argumentos ou as questões dos outros...

E eu sei que na net há amizades e que a amizade não tem nada a ver com bajulações... mas também compreendo que face a repetições acríticas e a "palmadinhas nas costas" a confusão entre uma e outra se pode facilmente instalar...

Beijos (e, mais uma vez, desculpa o alongamento;))

12:38 da manhã  
Anonymous MJ said...

Para a anfitriã (somente)
amiga
Ainda não entendi, passado mais de 1/2 século de existência, de que se fala quando se usa a palavra 'inteligência' -
O Russell era habilidoso mas eu prefiro o que dizia um contemporâneo, que com ele se degladiava (o engº do costume):
'contento-me em acreditar em algumas coisas'
e ... nessa da inteligência eu não pego, nem acredito, porque 'queima'.

boa quadra do solstício da luz

1:21 da tarde  
Blogger andorinha said...

Lia c,

Alongas o que quiseres, já te disse.:)
Vamos por partes.
Primeiro parágrafo - vontade de desestabilizar ou vontade de diversão?
Penso que se verificam as duas situações e se alturas há em que será difícil ajuizar de qual delas se trata, penso que noutras, até pela linguagem grosseira e provocações gratuitas constata-se( pelo menos eu faço-o) que se trata de tentativas de toldar o ambiente.

Segundo parágrafo - penso que os atritos resultam de personalidades totalmente díspares mas muito vincadas, tanto dum lado como do outro que originam uma crispação maior do que seria à partida de esperar. Cultivar inimizades virtuais acho um disparate total e um tremendo desperdício de tempo e energia.
"...e há quem se limite a fazer eco."
Isso é o que há mais; há quem se delicie com os sucessivos ecos de si próprio!

Terceiro parágrafo - como é que alguém que está "de fora" pode inferir se se trata de amizade ou bajulação?
Então por que se acusam as pessoas de serem um bando de carneiros que só sabem seguir o pastor e dizer Amém?
Isso, quanto a mim, são atitudes de pseudo superioridade intelectual totalmente despropositadas.

Toda esta discussão nos poderia levar muito longe, mas por hoje fico-me por aqui.
Mas a porta está sempre aberta...:)

Beijos.

5:18 da tarde  
Blogger andorinha said...

mj,
Palavras sábias, as tuas, como sempre.
Fica bem, amiga.:)

5:22 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home